COMO VENDER MAIS ATRAVÉS DA INTERNET SEM GASTAR COM O GOOGLE

Como-vender-mais-atraves-da-internet

Como vender mais através da internet

Se você é daquelas pessoas que gasta dinheiro com o Google Adwords, este artigo é para você. E se você é daqueles que não gasta dinheiro com anúncios na internet, e não sabe o que fazer para vender mais através da internet, este artigo também é para você…hehe

Antes de começarmos, vamos deixar claro as formas que você pode aparecer nos resultados de busca.

Claro que, estamos partindo de um pressuposto de que você já tenha um site na web.

Se você não tem clique aqui e entre em contato conosco para que possamos providenciar um site para você totalmente otimizado seguindo as diretrizes do Google. Mas agora vamos ao que interessa.

Existem duas formas de você aparecer nos resultados de busca, uma forma se chama link patrocinado (isso significa que a empresa pagou para o Google para poder aparecer na frente), e a outra forma chamamos de resultado da busca orgânica (são resultados que aparecem de forma natural, sem pagar para o Google).

Confira a imagem abaixo:

resultado-do-buscador-google

As partes destacadas em vermelho, tanto na parte superior, como do lado direito, são os links patrocinados.

Veja que, o que diferencia uma da outra é aquela tarja amarela no início de cada link.

Agora uma coisa que você precisa saber referente aos links patrocinados é que a maioria das pessoas (mais de 70%) que pesquisam no Google não gostam de clicar nos links patrocinados.

Isso se dá por que eles não sentem confiança ao clicar ali (eu acredito que eles devem achar que é vírus. hehe).

Mas eu confesso uma coisa, eu também era assim antes de conhecer melhor a internet. Hoje as coisas na web estão bem mais claras para mim.

Mas vamos em frente.

Porém, antes de continuar, eu quero deixar claro aqui, que não é minha intenção menosprezar os links patrocinados, até por que, dependendo da estratégia utilizada, ele se faz muito necessário, principalmente quando envolve alguma campanha de vendas em que o cliente quer um resultado mais rápido, claro que vai sair mais caro, mas se o objetivo é acelerar, não temos escolha.

Porém, eu preciso enfatizar que, para o sucesso de uma campanha de vendas, não basta colocar dinheiro no Google, isso seria apenas a parte final do projeto, é necessário antes de mais nada, uma estratégia de campanha muito bem definida por um profissional em Marketing Digital (se você quiser saber mais sobre estratégias de campanhas, por favor, entre em contato conosco, que teremos maior prazer em lhe ajudar).

Busca Orgânica

E as partes destacadas em verde são os resultados da busca orgânica. Ou seja, resultados que aparecem de forma natural, não sendo necessário pagar para o Google.

Eu quero ressaltar aqui, que o Google sempre vai trazer os melhores links (empresas) nos resultados orgânicos, isso porque a relevância dos conteúdos é um dos principais fatores de rankeamento.

A Missão do Google

É muito importante entendermos qual a missão do Google. A missão dele é trazer sempre os melhores resultados para seus usuários.

Existe uma frase de slogan do Google que é a seguinte: Concentre-se no usuário, e tudo o mais virá”. Lindo, não é?

Então você que tem comercio, ou presta algum serviço, lembre-se sempre, que quando for criar um site, ou seja até uma rede social para sua empresa, sempre pense no seu público.

Crie seu site de maneira a ajudar seu público.

Você precisa ser a resposta do problema que seu público enfrenta. Pois o Google sabe exatamente se o seu site é relevante ou não para seu público.

Mas isso vamos ver mais pra frente.

O que eu quero deixar claro até aqui são os dois resultados da busca, que são as duas formas que você pode aparecer para o usuário da internet, isso se você tiver um site.

 

LINKS PATROCINADOS

Google-Adwords

Bom, a ideia deste artigo é não fazer você gastar com o Google Adwords, mas sim, fazer você entender que é possível ter uma boa presença online sem ter que gastar com links patrocinados (anúncios).

Mesmo assim, eu quero deixar claro o que são e como funcionam os links patrocinados.

E como eu citei anteriormente, eles são muito úteis dependendo da estratégia da campanha utilizada.

O que é um link patrocinado?

Os links patrocinados, é uma estratégia de obter resultados rápidos.

Você consegue aparecer na primeira página do Google rapidamente. E essa estratégia é adotada geralmente quando uma empresa não está aparecendo nos resultados naturais das buscas, ou quer anunciar alguma campanha em específico.

Vou dar um exemplo para ficar mais claro.

 

Na prática

Vamos supor que você tenha um Pet Shop em Florianópolis, e você não paga para o Google Adwords, então você faz uma pesquisa com a principal palavra-chave que é “pet shop Florianópolis” no Google, e você não encontra sua empresa aparecendo ali.

Então você faz outra pesquisa, desta vez com outra palavra-chave, que é “banho e tosa Florianópolis”, e você percebe que seu site não está aparecendo nem na primeira página, nem nas outras.

Então você procura uma agência de marketing digital, e eles te aconselham a pagar para o Google Adwords para ficar nos primeiros resultados das pesquisas.

É o que a maioria das agências de marketing fazem, pagar para poder ficar em primeiro.

O problema disso é que você se torna refém do CPC (custo por clique). Por que você só paga por clique.

Por exemplo: vamos supor que você criou uma campanha e comprou as duas palavras-chave citadas anteriormente, uma é “pet shop Florianópolis” e a outra “banho e tosa Florianópolis”, e vamos considerar aqui neste exemplo que cada palavra-chave dessas custam R$ 1,20 por clique.

Então, você diz para o Google que você quer gastar somente R$ 100,00 por dia, sendo assim, seu anúncio permanecerá na primeira posição cerca de 83 cliques (83 x 1,20= 100).

Se o seu anúncio receber mais de 83 clique num dia, então ele desaparecerá instantaneamente, e retornará somente no dia seguinte.

Claro que uma campanha de marketing digital não se resume na compra de palavras-chave, mas isso foi só para exemplificar como funcionam os links patrocinados.

O lado ruim dos links patrocinados

O problema desta estratégia como eu disse anteriormente, é que você ficará refém do CPC. Pois você só ficará nas primeiras posições do Google enquanto estiver pagando para ele.

Mas calma que neste mesmo artigo eu vou apresentar uma solução muito eficaz, que fará você aparecer na primeira página sem ter que gastar um centavo com o Google.

Vamos em frente!

Busca-organica

A busca orgânica refere-se aos resultados naturais, ou seja, “não pagos” de qualquer mecanismo, seja ele Google, Bing ou Yahoo!

Conforme vimos acima, são aqueles resultados destacados em verde (conforme mostra a primeira imagem deste artigo), eles não têm aquela tarja amarela dos links patrocinados.

Nas buscas orgânicas as pessoas geralmente procuram por esportes, entretenimento, hobbies, educação, pesquisam sobre algum determinado produto antes de comprar numa loja física, ou e-commerce, e até mesmo procuram assuntos relacionados a saúde e automedicação.

O fato é que as pessoas pesquisam e sentem muita confiança nos resultados das buscas orgânicas. E isso acontece por que os resultados das buscas orgânicas são mais precisos e coerentes com aquilo que a pessoa está pesquisando.

Sendo que do contrário quando clicam num link patrocinado, nem sempre encontram o que realmente estavam pesquisando. Por isso a relação de confiança com a busca orgânica.

A importância de estar bem posicionado na busca orgânica

Segundo estudos da IBOPE, 73% das pessoas preferem clicar num resultado de busca orgânica, do que em links patrocinados, porque sentem mais confiança na busca orgânica.

E 36% das pessoas acreditam que a empresa que está no primeiro lugar da busca orgânica é a líder daquele segmento.

E mais, há dados que mostram que a maioria das pessoas que usam a internet, pesquisam no Google antes de comprar um produto em uma loja física ou virtual.

Agora imagina se a sua empresa tiver um site bem rankeado nos buscadores? Isso seria bom demais, certamente.

 

SEGREDO PARA ALCANÇAR BOAS POSIÇÕES NOS RESULTADOS DA BUSCA ORGÂNICA

como-vender-mais-através-da-internet

Não tem como falarmos de boas posições nos resultados das buscas orgânicas sem falarmos de SEO (Search Engine Optimization) que traduzindo para o português significa Otimização para Mecanismos de Busca. Eis aí o segredo, que para muitos não é segredo algum.

Mas infelizmente ainda muitas empresas desconhecem isso aqui no Brasil.

O que é SEO?

Na prática SEO significa um alinhamento de um determinado site em relação as plataformas de buscadores (ex.: Google, Bing, Yahoo, etc..).

Eu gosto de usar o Google como exemplo porque ele ainda é o maior buscador do mundo, e praticamente todos os demais buscadores seguem quase as mesmas regras do Google.

E o site que tem boas posições nos resultados das buscas, costumamos dizer que são sites bem rankeados.

Quem faz todo esse trabalho para o Google é um super algoritmo que varre a web todos os dias.

Nessa varredura ele indexa todas as páginas disponível da web, e o Google armazena essas páginas em seus servidores de forma muito bem organizada de acordo o segmento e cada palavra-chave.

Mas a coisa não é tão simples assim. Para o Google deixar um site nas primeiras posições, ele avalia cerca de 200 fatores, que chamamos de fatores de rankeamento.

 

OS PRINCIPAIS FATORES DE RANKEAMENTO

Fatores-de-rankeamento

Os dados acima são oriundos de uma empresa americana Moz, especializada em produzir software para SEO e Analytics. Os dados são de 2013, mas em geral continuam valendo em 2016.

O objetivo deste tópico não é explanar cada fator de rankeamento, mas sim para termos uma noção dos principais fatores. Fatores de rankeamento são, falando de uma forma bem simples, os critérios que o Google leva em consideração para classificar um resultado conforme a pesquisa realizada.

Vamos falar de uma maneira breve sobre os principais fatores de rankeamento:

  • Autoridade de Domínio: a autoridade de domínio pode ser construída de uma forma simples: conseguir links de qualidade apontando para o seu site. O Google entende que os links que apontam para o seu site, são como votos de outras pessoas recomendando seu site. Agora imagina um link de muita qualidade apontando para o seu site, pois a qualidade dos links é mais importante do que a quantidade.

 

  • Links para a página: funciona quase que da mesma forma do primeiro fator (autoridade de domínio), porém, agora falamos de link que apontam para uma página. Claro que em um site que já tem muita autoridade é fácil ranquear uma página, mas quando esta página recebe muitos links, fica ainda melhor.

 

  • Palavra-chave e conteúdo da página: costumamos falar que na internet o conteúdo é Rei. E realmente é, pois estamos falando de um dos principais fatores de rankeamento. E sempre que pesquisamos alguma coisa nos buscadores, estamos esperando conteúdos de qualidade como resultado. E os mecanismos de busca sempre irão levar em consideração as palavras-chave, por isso, se você quiser ranquear algum conteúdo, não esqueça de sempre usar as palavras-chave no título, pois o robô do Google quando procura conteúdos, o primeiro lugar que ele verifica são os títulos.

 

  • Qualidade técnica da página: a qualidade técnica de uma página também é muito importante na hora de rankear. Pois imagina você acessando uma página de um site e essa página demora muito tempo para abrir, você não iria gostar, e muito menos o Google, por que ele consegue perceber isso, e como ele sempre quer agradar seus usuários, ele tira alguns pontos de rankeamento da página.

 

  • Busca pela marca: todas as empresas assim como sites tem uma marca. E se a marca é muito procurada nos mecanismos de busca, então o mecanismo de busca entende que a marca é confiável. Logo, temos então um fator de rankeamento que é importante para os buscadores avaliarem a autoridade.

 

  • Dados de uso e tráfego: esse fator de rankeamento, quanto a sua forma de execução ainda não foi descoberto, porém, muitos profissionais de SEO acreditam que o Google coleta informações dos sistemas tipo o Google Chrome, Google Analytics e outros dentro da sua área de atuação, para aperfeiçoar as experiências dos usuários.

 

  • Sinais sociais em páginas: para muitos profissionais de SEO, o Google leva em consideração as interações sociais dentro de uma página, como compartilhamentos, Tweets, +1 e etc.. Esse engajamento com o público mostra a relevância de um conteúdo, e o Google ama conteúdo relevante.

 

Se você tem um site, ou um blog, certamente você ficou entusiasmado em querer melhorar ele utilizando pelo ao menos algumas técnicas de SEO.

E obviamente este é o meu conselho para você que está lendo este artigo.

Pratique SEO, pense em cada detalhe dos fatores de rankeamento, pois tente aplicá-lo em seu site.

Não é um trabalho simples, porém, não é tão difícil, e eu garanto que dará bons resultados.

CONCLUSÃO

Bom, vamos dar uma recapitulada no que vimos até aqui.

Passamos a entender como funciona os mecanismos de busca, e descobrimos que são duas as formas que você pode aparecer nos resultados de busca, uma através de link patrocinado, e a outra através dos resultados de busca orgânica.

E ficou claro que a forma mais viável e barata para vender mais através da internet, é você ser bem visto na internet.

Você precisa ter uma boa presença online, e isso não é difícil de conseguir.

Você apenas precisa ter em mente os fatores principais de rankeamento para trabalhar o seu site de maneira que ele fique alinhado com os requisitos dos buscadores, para que o seu público alvo o encontre e veja em você uma solução para os problemas deles.

Se você está cansado da maneira que andam os seus negócios, e quer ter uma experiência em vender mais usando a internet a seu favor, ou começar a vender pela internet, por favor, entre em contato conosco que nós teremos maior prazer em lhe explicar melhor cada detalhe.

Fique ligado em nosso site, pois está vindo mais conteúdo relevante para você.

Grande abraço e até breve!

2 thoughts on “COMO VENDER MAIS ATRAVÉS DA INTERNET SEM GASTAR COM O GOOGLE

    • Olá Matheus! Tudo bem?
      Obrigado por você ter entrado em contato com a gente.
      Nós não pegamos nenhum trabalho relacionado ao mercado livre até o momento. Por isso, não vou poder lhe ajudar como você esperava. Mas, pela olhadinha que eu dei agora mesmo no Google, eu vi que o Google indexa somente o título do seu anúncio do mercado livre. Portanto, o título do seu anúncio precisa estar impecável. Ou seja, o título não poderá ter palavra-chave genérica, mas sim, uma palavra-chave bem específica referente ao produto que você está vendendo (chamamos isso de calda longa).
      Outra coisa que vai ajudar a você atrair tráfego para o seu link do mercado livre, seria você criar um site muito bem segmentado para aquilo que você vai vender no mercado livre. Capricha no site e invista em técnica de SEO, e crie um caminho para as pessoas que entrarem em seu site, cheguem até aos seus produtos do mercado livre. Fazendo isso (SEO), você não precisará gastar dinheiro com o Google, e nem com o Facebook.

      Entre em contato comigo que eu dou umas boas dicas de graça pra você.

      E acesse nosso site antigo >> http://www.connectseo.com.br lá tem bastante conteúdo útil pra você. (esse site é novo, e está com pouco conteúdo por enquanto. Mas deixe salvo esse site aqui, que vamos encher ele de bons conteúdos). 🙂

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *